terça-feira, 30 de setembro de 2008

ADOLESCÊNCIA ETERNA..ADOLESCÊNCIA...


Desculpem, mas tem dias que não levanto da cama, outros que arrumo meu quarto e já não me sobra tempo, outros que trabalho na minha loja, e escrever aqui é um momento único..sentar com uma garrafa de alguma coisa, sozinha ou com alguém que por minutos me complete sem me atrapalhar..aí flui..sabe? então....
...com gente em casa, aspirador no pé, telefone tocando, a pressão de ter que terminar não sei quantas peças de roupas, executa-las sozinha..aaafffff, um saco..me dá érnia de disco só de pensar em cortar tudo na tesoura...ai nunca que escrevo nada..nem pensar direito penso.

Eu gosto mesmo é dos meus livros, de fazer meus painéis semânticos, de pensar num galpão com numa equipe de acontecer, e nos planos traçados pra quando ele chegasse...pensei em uma vida bem diferente da que tive aos 27 e da que tenho hoje. Já se passaram três anos dos 27... já é 30 e continuo um tanto quanto perdida num mundo de idéias e acontecimentos. Porém nada arrependida e um tanto quanto feliz as vezes...

Ainda penso em regime, depois desencano. Ainda penso em sair correndo e sumir o quanto for necessário.... e penso também como teria sido bacana uma casa na árvore, embora um tanto quanto americanizado esse sonho infantil, mas vá? ia ter sido bem bacana.

Acordo como aos 17, em que a idéia fixa por um desenho na pele só acabava depois do "siricuticu" pronto, quente e lambuzado de bepantol. Hoje acordo e quero uma tela, um muro, mais pele no corpo e um curso de photoshop.

Os amigos mudam, o jeito de ver e sobreviver as amizades mudam mais ainda. Você enxerga tanta coisa dentro de cada cabeça, vida e situação...Aff maria...E só de pensar que cada um é criado de um modo e tem seu próprio cerebelo e córtex frontal, por mais padronagens genéticas existentes....tudo só me deixa uma saída, um jeito de encarar a humanidade.

Cansei de tentar achar alguém perfeito pra amar, pra ser amigo, pra me ter de amigo, pra ir fazer a unha ou no boteco da esquina. Começando por mim mesma, que sou tão singular e do meu jeito, que seria no mínimo babaquice e hipocrisia a busca por tal pessoas.
A grande verdade é que existe uma maçaroca de gente, num mundo um tanto quanto complicado, sujo, malvado e muito feio. Sim existe a parte boa...assim como as pessoas..e os que serão e deixarão de ser seus amigos.

O que vale mesmo são os pequenos momentos, as aminésias alcoolicas, o vento na cara e o bolo de chocolate da vovó.

Descobri pessoas compatíveis comigo..me basta..o que vier é lucro...nessa altura procuro algo em mim, de mim epra mim..chega, né?
e eu sou da opnião "ai se eu soubesse disso antes...!", porra! saber de tudo isso quando era novinha ia fuder tudo! tudo que vivi, chorei, sofri, aprendi ou não! porque aí também não existiria 3 mochilas de fotos e vídeos de viagens, jogos, tardes na escola, em churrascos, no cursinho, naS faculdadeS (no meu caso) e tanta história pra contar....gente pra lembrar e vi situações acontecidas!

A grande verdade, e o que descobri, é que fui extremamente sincera em todos os momentos com TODAS as pessoas que passaram na minha vida. Fui realmente feliz, dei realmente risada, realmente te amei, realmente te acertei uma muqueta na cara e se, não se brigamos, realmente te odiei...e depois não mais.....Hoje em dia, eu desencano..MESMO..e do risada...MESMO.Vejo com simplicidade, parei de complicar...são só pessoas, e na vida muitas delas significam fases..era a hora daquilo..se hoje não mais..problema seu. Eu fui eu. Vivi o que quis...e na maioria das vezes, as pessoas que passaram, viveram o que eu quis..então....problema...de quem?

Hoje é assim: vc me faz bem e eu te faço bem. Eu me entrego mesmo e apesar das cabeçadas não vou mudar. Seria matar um valor que tenho, um pedaço da minha personalidade. Mas aprendi a lidar e fazer com que as consequências dessas cabeçadas e das futuras não me incomodem, não me façam mal e não atrapalhem o decorrer da minha vida foda...de emrda, muito loka, feliz, triste, frenética ou parada.

Assim, eu deleto, apago do cotidiano..ficam-se as recordações e aprendizagens..mais pra frente..quem sabe?
Enquanto isso sigo com meus fiéis amigos...rindo mais uma vez, chorando outras poucas...

adolescente isso né? tomara que pra sempre..................

Um comentário:

Felipe disse...

eu sou seu amigo
vc é minha amiga
nós somos amigos

é a vida
uns vem, outros vão
os bom ficam
eu quero ficar
senhor burns passa e ja eras..
uhauhAUHAUHAUHAUAHUHAuhAuhAhuA

te amo Leila
sua bunda mole
beijão queridona