sexta-feira, 31 de julho de 2009

....minha vida em 3D



Pois é, escrevi aqui pela última vez com 30, e agora volto escrevendo com 31....demorei até o resto do mês pra voltar a escrever aqui por um único motivo: queria perceber alguma diferença "instantanêa"..dos 30 para o 31!....Para ver como ficam as coisas (pode parecer ridículo) tentei ualgo novo: quando você dirige o pensamento e foca num ponto para tentar acha um termometro de suas sensações, lá no fundinho...se consegue. É como aqueles livros "3D", que foram febre logo depois de "Onde está Wally? lembra quando se entrava nas livrarias e tinha uma porção de gente, crianças, jovens e adultos, fixando o olhar, duramente contra livros, livretos e posters para ver se enxergavam a figura saltar sobre a face? Pois é, é assim que decidi seguir esses 14 dias.


E na verdade, algumas coisas, lá no fundo da alma e da mente, garimpando bem o fluxo de idéias condicionadas, consegui perceber pequenas pepitas de sabedoria. Dentro de mim, busco agora prazer em tudo, nas pequenas coisas..sem fazer um policiamento duro na minha personalidade.


Meus problemas não mudaram, mas o enfrentamento deles me possibilitaram dias mais leves, noites muito mais bem dormidas e assim o índice de felicidade aumentou.


A receita de tudo isso segue uma receita, mais batida do que indicação pra emagrecer. Assim: todos sabem que boa alimentação combinado de exercício físico e um pouco de inteligência emocional faz um bem danado pro corpo, pois é...assim como todos sabemos que nínguem está 100% satifeito com a vida que leva, e que ter felicidade plena fatalmente acabaria sendo chatinho...então, o foda mesmo, realmente, é aproveitar as pequenas felicidades que o cotidiano nos proporciona...mesmo que no seu dia, nada de estraordinário aconteça, sinta-se feliz por chegar em casa depois de um dia longo de árduo trabalho, por ouvir uma piada engraçada de pé de ouvido na fila do ônibus, por uma ligação da avó surda ou por aquele pedaço de bolo esquecido que salvou sua "lombriga de doce" antes de dormir.....entendeu?


A felicidade está ao nosso alcance, dentro de nós e de todos que nos cercam...



sejam felizes!


Um comentário:

XMaritoX disse...

Essa pausa pra gente escutar o próprio pensamento é fundamental! Nossa, minha lombriga de doce atacou ontem e não achei nenhum pedaço de bolo escondido...nadinha. Eu tenho outra categoria de lombriga tb, a lombriga invejosa, aquela que se aguça quando vê outra pessoa comento alguma coisa...
Estou seguindo túmem!